Chico Mineiro - Não está no Gibi

 

Vamos começar hoje a série "Não está no gibi", onde falaremos sobre a canção e a cultura por trás dessa canção.

Começaremos com a música Chico Mineiro gravada originalmente por Tonico e Tinoco.

Vou começar tocando a canção na viola caipira uma versão ponteada que eu fiz.

A música Chico Mineiro foi gravada mais ou menos em 1946 ou 1947 o que significa que é uma música com mais de 80 anos e veja só que é uma canção tão importante que até hoje é tocada nas modas de viola Brasil afora.

Ela foi gravada originalmente por Tonico e Tinoco sendo que a música é composição e letra de Francisco Ribeiro e Tonico. Francisco Ribeiro era um porteiro de uma rádio que fez a letra e o Tonico fez a composição.

Essa canção fala basicamente sobre a história trágica de Chico Mineiro. Que é um boiadeiro que foi comprar boiada em Ouro Fino e acaba sendo morto numa Festa do Divino, e para completar o quadro da tragédia, o narrador descobre que Chico Mineiro é seu irmão.

A letra da canção nos lembra aqueles trovadores medievais, ela é escrita em quadras e a canção tem forma A e forma B.

É uma descrição maravilhosa de um mundo que quase não existe mais.

Nos relata o transporte da boiada feito pelas comitivas de boi. Relembra a cidade de Ouro fino em Goiás, que não existe mais. Nos fala também sobre os tropeiros, as famosas tropas de mula porque afinal de contas para fazer transporte da boiada você tinha que ir montado em mulas ou burro, pois o cavalo não se adaptava a planaltos.

Tonico e Tinoco foram chamados carinhosamente de dupla Coração do Brasil, a importância desses caras é tão grande que só para você ter uma noção eles venderam mais discos do que Roberto Carlos. Eles são os maiores vendedores de discos do Brasil. E uma grande injustiça é que pouco se fala deles nos livros que contam a história da música popular brasileira.

A importância do Tonico e Tinoco para a música popular é absurda. Se você observar que a gravação original de Chico Mineiro é dos anos 40, e a carreira da Dupla durou até os anos 90 com a morte do Tonico, é preciso ter muito talento para conseguir se manter tanto tempo perante um público. Outra coisa curiosa eles pertencem a segunda geração das duplas sertanejas e praticamente começaram a música sertaneja comercial.

A primeira vez que ouvi falar de Tonico e Tinoco foi num programa que meu pai assistia todos os domingos de manhã, isso é final dos anos 70 e começo dos 80, era o programa do Geraldo Meirelles.

Eles vieram da roça e pra alcançarem um pouco do sucesso tiveram que sair das da roça, fazer uma migração para a cidade, para poder tocar nas rádios porque afinal de contas o rádio era nossa internet de hoje. E Como seria antes da rádio? Meu avô costumava falar que antigamente as histórias, os “causos” eram contados nas rodas de viola por que você não tinha nem como saber as notícias do Brasil.

Quem tocava viola era Tinoco, a afinação que ele usava era a cebolão em Mi, a música está na totalidade de Sol, então ele faz o ponteiro da viola e utiliza a batida de toada.

A técnica do Tonico, que é quem fazia o violão, é uma técnica muito peculiar basicamente utilizada por quem toca violão de 7 cordas, onde se tocam os baixos da canção e os acordes. Ele usava uma dedeira o que ressalta muito a linha de baixo.

Os instrumentos que eles usavam, eu desconfio que seja da marca Xadrez ou Del Vechio, a gravação que eu estou utilizando como referência é de 1973, então eles utilizam um violão e viola com duas bocas pequenas assim nas laterais e uma boca no centro se alguém souber qual é a marca que eles utilizavam coloca aí nos comentários.

Dicas de filmes e livros

Eu vou recomendar alguns livros pra você que gosta de ler e quer se inteirar mais sobre a cultura da música caipira e que tem a ver com a música Chico Mineiro.

O primeiro livro que eu vou recomendar é “Música caipira as 270 maiores modas” é um livro bem bacana e mostra a história das músicas caipiras mais importantes.

Também recomendo um livro de culinária, para quem quer se inteirar um pouquinho mais sobre como é a cozinha e a história da cozinha caipira que é o livro: “Culinária Caipira da Paulistânia”.

Alguns filmes que eu recomendo: “Tonico e Tinoco MPB especial 1973” é um programa anterior ao programa ensaio que era da TV Cultura, vão-se fazendo perguntas e os músicos vão contando estórias e tocando, é muito interessante porque eles são extremamente afiados você não percebe erros tanto na voz duetada, quanto na execução da Viola e Violão, acima de tudo o mais interessante, não tem músicos acompanhando. Não é essa festa de hoje que tem cinco mil músicos e você nem vê o músico tocando.

Outro Dvd, que também é um livro, chama-se “Os tropeiros” que foi um especial do Globo Rural. É muito legal esse documentário para você se inteirar um pouquinho mais sobre o que fala a música Chico Mineiro. Na canção temos a menção sobre as tropas de mula e comitivas de boi que existiam no começo do século 20 e final do século 19. A história basicamente do Brasil foi feito na base de mula, não existia caminhão para fazer o transporte então tudo era transportado nas mulas. Esse documentário do Globo Rural é muito interessante porque eles colocam uma tropa de mula que sai do Rio Grande do Sul e faz basicamente o trajeto dos tropeiros daquela época.

Dicas de Viagem

Se você quer viajar algumas sugestões são: A Festa do Divino de Pirenópolis em Goiás próximo à região de Ouro Fino que é citada na canção. A Festa do Divino de Pirenópolis é a festa mais importante do Brasil, durante a festa tem a cavalhada que é a simulação entre a luta dos mouros e os cristãos, os mouros são os muçulmanos, quando os portugueses conseguiram dominar a península Ibérica houve uma luta entre os cristãos e os mouros, a cavalhada é simulação dessa luta. Eles se mascaram usando cavalos ou mulas

Se você quer saber um pouquinho mais sobre o que foram as tropas de mulas, apenas diferenciando a tropa de mula da comitiva de boi, normalmente a comitiva de boi é o transporte dos bois para um outro local, se não me falha a memória, ainda existe no pantanal e isso pode ser feito, pelo peão de boiadeiro montado em mula ou burro às vezes até em cavalo, dependendo da região. A tropa de mula é o transporte de cargas ou mesmo de burros e mulas para serem vendidos.

Uma dica aqui é a estrada real dos tropeiros é um passeio bem bacana que começa em
Paraty e vai até o Ouro Preto.

Receita de Afogado tropeiro

Uma sugestão de culinária que tem a ver com a música do Chico Mineiro, é o AfogadoTropeiro. Você tem que imaginar o seguinte o cara seja numa comitiva ou numa tropa de mula ele tinha que viajar e não levava um ou dois dias, ás vezes se levavam semanas para chegar. Portanto o cabra tinha que forrar o bucho, e disso surge muito da culinária que nós conhecemos hoje.

Afogado Tropeiro:

  • 500 gramas de acém em cubos médios uma cebola cortada em 4.
  • 2 dentes de alho cortado no sentido do comprimento.
  • Meio bulbo pequeno de alho poró com folhas verdes.
  • 5 folhas de hortelã.
  • 2 folhas de louro
  • 1 colher de semente coentro
  • 1 colher de sopa de cúrcuma
  • 2 colheres de sopa de óleo
  • 2 litros de água
  • 100 mil litros de cachaça

 

Modo de preparo

  • Doure a carne com todos os ingredientes exceto a água e a cachaça.
  • Acrescente água e cozinhe em fogo baixo por 40 minutos
  • Após o cozimento acrescente a cachaça
  • Sirva com farinha de mandioca torrada e cebolinha verde.

 

Receba nossos artigos

 

 

8 aulas de viola caipira iniciante

8 aulas de solos de viola

3 aulas para músicas de ouvido

3 segredos da Viola Caipira

Sobre nós:

A Primeiros Acordes tem como objetivo ensinar você a aprender a tocar no conforto de sua casa, com aulas, cursos, vídeo-aulas, métodos voltados para o aprendizado online.

Contato

Primeiros Acordes

Email: marcos.dupra@globo.com

Horário: 9:00 ás 18:00 hs

Não temos loja física