Curso de Guitarra Completo Aprenda Guitarra sem sair de casa, no horário que desejar. Comece Agora

Ebook Grátis Guitarra Aprenda a tocar Blues na Guitarra. Baixar Agora

Como comprar uma pedaleira?

Nesta matéria vamos conversar um pouco sobre pedais de efeitos e a primeira coisa que precisamos fazer é entender os grupos de efeitos que estão divididos os diversos efeitos usados para guitarra.

Os grupos de efeito estão divididos em:

Ganho, Modulação, ambiência, Tonalidade e dinâmicos.

Os modeloas de pedais existentes serão ops analógicos e os digitais.

pedal analogicoPedais Analógicos

São pedais que tratam o sinal continuamente. São geralmente simples e obtêm o efeito somente com componentes eletrônicos como resistores, capacitores, diodos , transistores, Circuitos integrados como Amplificadores operacionais, e as vezes até Válvulas, chaves seletoras etc. Normalmente são pedais que possuem um só efeito.

 

 

 

pedal digitalPedais Digitais

São pedais que processam o sinal com amostragem do valor da tensão e por equações matemáticas. Quem executa essas equações é um circuito integrado especial, chamado DSP (processador digital de sinais). São mais comuns em pedaleiras, por serem mais compactos e modular mais efeitos usando menos espaço físico.

Normalmente existem dúvidas sobre a compra de um pedal ou de uma pedaleira. Hoje muitas das pedaleiras além de ter um belo som já misturam o sinal analógico com o sinal digital o que melhorou muito a qualidade.  O melhor conselho na hora de comprar é comparar o custo beneficío, lembre-se que pra comprar uma pedaleira completamente analógica existe um custo e dificilmente você conseguirá comprar todos os efeitos necessários de uma só vez.

Grupo dos efeitos de Ganho

Estão inclusos nesse grupo os OVERDRIVES, DISTORÇÃO, FUZZ e BOOST.

O conceito dos efeitos de ganho/saturação é nada mais nada menos de volume sobre volume. Nos pedais que possuem esse efeito o sinal que recebem é amplificado até a saturação desse componente que o amplifica, ou seja, o sinal é aumentado tanto que satura.

Distorção

Também conhecido como clipping, a distorção corta fora as freqüências extremas de um som. Em outras palavras, ela elimina os agudos mais agudos e os graves mais graves, conseqüentemente criando um efeito de distorção.

 

 

Overdrive

Diferentemente da Distorção, Overdrive é apenas um ajuste de ganho além do que o mecanismo eletrônico pode agüentar, conseqüentemente criando um som levemente distorcido. Guitarristas de blues e de rock utilizam um pedal de overdrive para dar um som mais intenso a guitarra.

 

 

Fuzz

As primeiras unidades de saturação foram os Fuzz, que apareceram na década de 60 e foram muito populares. O mais clássico e popular Fuzz desta época foi o “Fuzz Face”, famoso por ter sido usado pelo mestre Jimi Hendrix. O Fuzz tem um timbre muito particular que realça os harmônicos ímpares, evidenciando muito a onda quadrada. Provavelmente seja esse o motivo de ser difícil audição, alguns acordes.

 

 

Boost

Nada mais é do que um efeito que aumenta o volume do sinal que recebe, mas sem chegar a saturar/distorcer.

 

 

Grupo dos efeitos de Modulação

Estão inclusos no grupos efeitos como CHORUS, FLANGER, PHASER, VIBRATO/TREMULO, RING MODULATOR, etc.

Chorus

O Chorus é um efeito de atraso de sinal que enriquece o som do instrumento de forma similar a um violão de 12 cordas. Este é um efeito sutil que praticamente todos os guitarristas deviam ter. O chorus tem um efeito trêmulo que produz um som profundamente exuberante. Ele faz isso ao misturar o sinal normal com um sinal que foi atrasado e que teve sua afinação levemente alterada para cima. O resultado é que você obtém o som de dois instrumentos tocando ao mesmo tempo, nota por nota.

 

 

Flanger

É um efeito que é parecido com o chorus, mas a afinação não é alterada. O sinal é apenas atrasado um pouco.

 

Phaser

O Phaser mistura o sinal normal com um sinal que vem através de um delay modulado (ou delay variado). O efeito que o Phaser faz no som é como um wah wah bem sutil.

Tremolo

Tremolo é um efeito que age como se você estivesse abaixando e levantando a alavanca da sua guitarra à uma freqüência constante.

 

Octave

Octave é um efeito que adicona à cada nota tocada uma segunda nota exatamente uma oitava abaixo da original. Alguns produzem mais de uma oitava.

 

Grupo dos efeitos de Ambiência

São os Delays e Reverbs. Estão disponíveis nas versões digital e analógico com variados recursos.

Os aspectos sonoros de um ambiente na reprodução são resumidos como "ambiência" e correspondem principalmente à reverberação e eco presentes.

Reverb

Reverb é um efeito que simula a reflexão natural das ondas sonoras nas paredes do ambiente. Ele é frequentemente utilizado para dar uma sensação de profundidade ao som, e já vem incluído em muitos amplificadores.

 

Delay

O Delay faz exatamente o que o nome diz - atrasa. Ele repete o que você tocou logo em seguida. Pode ser usado para dar profundidade ao som ou criar um efeito elegante.

 

Grupo dos efeitos de Tonalidade

A esse grupo de efeitos pertence todos efeitos que atuam alterando a equalização (grave, médio, agudo) do som.

São pertencentes desse grupo então Acoustic Simulator, Auto wah, WahWah, Envelop Filters, Equalizers, Filters, Pickup Simulator e qualquer outro que altere o timbre do som original utilizando apenas a alteração na equalização.

Wah Wah

Wah Wah é um pedal que altera o timbre. Você pode acionar o pedal para frente e para trás, produzindo um som que soa como “Wah”.

 

Equalizer

Os pedais exclusivamente de equalização são encontrados em dois tipos principais, o Paramétrico e o Gráfico.

O paramétrico  permite ajustar as freqüências grave, aguda, média e região dessa média.

O equalizador  gráfico (largamente usado por guitarristas), permite ajustar individualmente o ganho (ou redução) em faixas (bandas) separadas do espectro do sinal (normalmente 7 ou 10 bandas no caso de guitarra). O ajuste de cada banda é feito por meio de um controle deslizante, de forma que as posições desses controles permitem uma visualização imediata de como o equipamento está atuando sobre o sinal.

 

Grupo dos efeitos Dinâmicos

Resumidamente esse grupo é composto dos efeitos que controlam a amplitude (volume) do sinal.

Compressor

Compressor é um mecanismo que faz com que cada nota tocada saia do amplificador com o mesmo volume. Em outras palavras, ele suaviza as notas que você toca com mais força, e amplifica as notas que você toca mais fraco. Uma das vantagens é que esse efeito também adiciona bastante sustain às notas (faz as notas durarem mais tempo).

 

Limiter

O Limiter atenua os picos de freqüência e antecipa a sobrecarga do som. Faz uma parte daquilo que o Compressor faz, porém atua somente nos picos do sinal, alterando o ganho de entrada para manter um nível fixo.

 

Sustainer

Já o Sustainer, comparado ao Limiter, faz a outra parte do trabalho de um Compressor, ou seja, amplifica o sinal fraco gerando maior sustentação.

 

Fontes: Wikipedia, Fernando de Almeida Barbosa, Canal boss Brasil

APRENDA GUITARRA

viola caipira

Receba nossos artigos

*
 

Sobre nós:

A Primeiros Acordes tem como objetivo ensinar você a aprender a tocar no conforto de sua casa, com aulas, cursos, vídeo-aulas, métodos voltados para o aprendizado online.

Contato

Primeiros Acordes

Email: marcos.dupra@globo.com

Horário: 9:00 ás 18:00 hs

Não temos loja física